Roberto Rodrigues de Menezes.

Roberto Rodrigues de Menezes



segunda-feira, 22 de outubro de 2012

ORQUESTRAS.




Onde andam as grandes orquestras no estilo Tabajara, Ray Conniff, Paul Mauriat, Billy Vaughn, Glen Muller, tão sofisticadas e ao mesmo tempo tão harmoniosas, lindas de ouvir e gostosas para embalar um casal  apaixonado num baile de verdade?
O advento da música eletrônica praticamente invadiu os salões e os grandes espaços para volumes ensurdecedores dando lugar a pequenas bandas que se sustentam na base de gigantescas caixas de som e muitas vezes mascarando a falta de talento com técnicas de gravações alheias escondidas por trás das execuções.
(Márcio Rodrigues, de Laguna).
*************************
Ah, utopia!... Igualdade!... Quantas chacinas, morticínios e genocídios se promoveram em seus nomes!...
*************************
As Forças Armadas Narco-revolucionárias da Colômbia e o Governo desse país se reúnem em Cuba com a supervisao do palhaço bolivariano que junto com o Brasil sustenta a ilha, mais o Chile. Cuidado, presidente colombiano, aí tem golpe!... Só falta um petista para completar o quadro. Sugiro que mandem o Marco Aurélio Top Top Gracia, Frei Betto ou o Franklin Martins. Aí estão todos os elementos bolivarianos para uma ridícula ópera bufa. Os barbudos das Farc falando em diretos humanos é de doer. Óleo de peroba neles! O Brasil acabou com a Farc brasileira do Araguaia no seu nascedouro, graças ao nosso valoroso Exército.
************************* 
Guris de 16 e 17 anos estão sendo agora assassinos de aluguel, pois sabe-se que ficarão impunes. Quem diria! Doces crianças, como dizem alguns imbecis, pistoleiros de aluguel. Matam policiais. É a nossa marcha triunfal para o irremediável brejo imoral. E hurras aos políticos que fazem leis vagabundas como estas.
*************************
Diziam-me que um político recebe em torno de vinte e cinco mil reais por mês. Nada disso, bobos. Os ternos, gravatas, camisas, vestidos, cuecas e calcinhas são de graça, os note-books também. Dois telefones celulares com gasto ilimitado, assessores e aspones desnecessários, selos, publicações, viagens de avião de graça, comida nos restaurantes legislativos, água com e sem gás, cafezinho, secretárias, motoristas, carros... E o 14º e 15º salários. Quanto custa um deputado, um senador, um vereador? só 25 mil?... Por isso se precisa cobrar tanto imposto. Eles são insaciáveis. E não custa repetir que eles trabalham a semana de três dias. Aboliram agora a segunda e a sexta do calendário. Vote neles, meu irmão, e faça mais um rico neste país.
************************
As novelas da Globo estão realmente, eu diria, bem à frente do seu tempo. Frente demais. Enaltecem o Cadinho, que casou com três de uma vez. Ou o objetivo é deliberado no sentido de acabar com os "bons costumes", ridicularizados pela ex-quenga Dorotéia, hoje refinada carola. Ou talvez seja para agradar os islâmicos, que podem ter até quatro mulheres, isso se não forem sultões. Escusado dizer que é raro o homem tupiniquim que não tem ou não teve a sua filial. E a novela da Carminha foi sempre regada a muito álcool e falatório ao mesmo tempo, em que os protagonistas sempre falam com a boca cheia, algo novo e moderno, reconhece-se. A Suellen é outro personagem muito interessante. Maria chuteira por excelência, não se contenta com um jogador de bola, quando a maioria das moçoilas se inclina por garotões com belos carros, as ditas marias gasolinas. Talvez ela enquadre com propriedade a cultura da poliandria, praticada em algumas regiões do Himalaia, quando as mulheres podem casar com mais de um homem. Talvez até se traga um costume esquimó, que obriga o marido a oferecer a mulher ao visitante, para que o estranho ou amigo possa "rir" com ela. No fundo, no fundo, tudo não passa mesmo de uma solene pantomima, ou papagaiada, quando as mocinhas, ao contrário de priscas eras, são agora promíscuas sexualmente e os mocinhos cafajestes. E no final, depois de muitas trocas de parceiros, todos ficam com todos ou cada um com seu um anterior.
Em tempo: Acertei na mosca quem matou o Max. 
 *******************************

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Caro Steve:
      Em primeiro lugar, obrigado por ler meu blog.
      Vou acompanhar o seu, sim.
      Um abraço
      Roberto

      Excluir