Roberto Rodrigues de Menezes.

Roberto Rodrigues de Menezes



quinta-feira, 6 de maio de 2010

A FORMIGA E O GAFANHOTO.

Esta história está circulando na Internet. Não tem autoria, pelo menos na sua parte brasileira. Repasso-a aos leitores.

Versão clássica de A formiga e o gafanhoto.

A formiga trabalhava duro de sol a sol, construindo a sua toca e acumulando suprimentos para o longo inverno que se avizinhava.
O gafanhoto viu aquilo e disse: Que idiota!...
E passava o tempo cantando e dançando.
Veio o inverno e se manteve a formiga aquecida e bem alimentada, pois trabalhara para isso. O gafanhoto morreu de fome e de frio.

Moral: Trabalha duro! Seja previdente!

***************

Versão brasileira de A formiga e o gafanhoto.

A formiga trabalhava duro de sol a sol, construindo a sua toca e acumulando suprimentos para o longo inverno que se aproximava.
O gafanhoto viu aquilo e disse: Que idiota!...
E passava o tempo cantando e dançando.
Ao chegar o inverno, o gafanhoto armou uma barraca de lona na entrada da toca da formiga. Convocou a imprensa e exigiu providências do governo. Toda a imprensa escrita, falada e televisada compareceu. Tiraram fotos do gafanhoto magrinho e com frio.
As imagens dramáticas do gafanhoto emocionaram a todos.
Também mostraram a formiga em sua toca confortável e, supremo deslize, bem nutrida.
Todo povo brasileiro ficou perplexo com o contraste.
O PT se manifesta e o gafanhoto passa a receber de Lulla uma bolsa federal.
Uma emenda constitucional aumenta os impostos da formiga e promove a inclusão social do gafanhoto.
A formiga, alvo de uma bilionária multa da Receita por não conseguir pagar os impostos, pede falência.
A Câmara Federal instaura uma CPI para investigar se a falência da formiga foi fraudulenta e se ela não usava caixa dois.
O gafanhoto, já refeito e cheio de razão, invade a toca da formiga e lá acampa. gritando que os gafanhotos unidos jamais serão vencidos.
A formiga pede ajuda à polícia, que nada faz porque o governador não deixa. O Secretário de Segurança recomenda que a formiga evite confrontos.
A formiga busca reintegração de posse junto à justiça e perde, pois existe um novo direito alternativo que a obriga a produzir mais do que pode.
O Ministério da Reforma Agrária desapropria a Toca da formiga e a entrega ao gafanhoto friorento e desnutrido.
O Ministério da Justiça descobre que, no passado, o gafanhoto passou na frente de um quartel do Exército, fez algumas greves e levou uns cascudos da polícia. Ele é incluído no grupo dos perseguidos políticos, com direito a uma milionária indenização federal e bela aposentadoria vitalícia.

***************

E começa novamente o verão. A formiga ainda trabalha de sol a sol e o gafanhoto diz: Que idiota!"...
E continua dançando e cantando!...

Moral da história: Seja ideologicamente esperto.

***************

















Nenhum comentário:

Postar um comentário